sábado, 14 de agosto de 2010

DIALOGUE-SE


Um belo dia a gente cai na real que nada, ou a maioria das coisas, não vão muito bem na vida: trabalho, dinheiro, amor, amizades ...
Parece que nada dá certo, a gente se sente literalmente o coco do cavalo do bandido e não tem pra onde correr e nem o que fazer, mas sabe que precisa fazer alguma coisa!
Oba, isso quer dizer que o alarme vermelho está apitando na cabeça e avisando que as coisas não podem ficar como estão ou podemos explodir a qualquer momento!
A primeira coisa a fazer para controlar esse barulho infernal que sabemos não vai nos largar tão cedo enqto não começarmos a nos mexer, é ter a consciência de que absolutamente tudo que nos acontece é 100% responsabilidade nossa (falo isso em outro post). Coisas boas ou ruins só acontecem porque deixamos, seja pelo poder da nossa mente, pelos nossos atos, nossas crenças e hábitos e principalmente quando nossa auto-estima está no dedão do pé. Quando não estamos bem conosco, com nossa companhia, é muito fácil deixar que os outros controlem nossa vida. Ai surgem as mágoas, as traições, a sugassão desenfreada da nossa energia ... com auto-estima baixa a tendência é nos entregarmos ao vitimismo.

Quando entendemos o 100% de responsabilidade (coisa que não é tão dificil quando se está disposta a mergulhar nesse fantástico e desconhecido Universo chamado você) conseguimos dar o primeiro passo para sair do papel de vítima, assumir as rédeas da situação e começar ao que eu chamo de "Dialogar-se".
Poderia usar aqui o termo confrontar-se mas para que possamos melhorar a auto-estima é preciso que nos tratemos com carinho e "Dialogar-se" (conversar consigo mesma) vai trazer à tona, de foma mais ligt, seus medos, suas frustrações, seus sonhos e suas metas.

Para começar a cuidar de mim, eu "dialoguei-me" muito!

Dialogue com você, pergunte o que te faz se sentir mal, porque se sente inferior, quais são seus medos, suas frustrações, o que gosta de fazer, o que gostaria de mudar e principalmente o que está disposta a fazer para que essa mudança aconteça.

Ja aviso que vai doer, você vai chorar muito, vai sentir raiva de você e do mundo mas não importa, deixe as emoções tomarem conta do seu serzinho, deixe que suas lágrimas te limpem mas não fuja delas. Lembre-se que tudo isso é porque você resolveu cuidar da pessoa mais importante da galáxia: VOCÊ!
Eu costumo colocar tudo no papel,então fica a dica: escreva, escreva, escreva e depois beije o papel, agradeça ao Universo por tudo aquilo que está exposto sem máscaras, sem vergonhas. Aquilo é você , ou melhor , o que você foi até aquele momento.
Peça ao Universo força e disposição para mudar, assuma um compromisso consigo mesmo mas não se cobre. Sabemos que mudanças não acontecem de um dia para o outro, levam tempo e requerem muito empenho. Tenha consciência que uns dias você irá cair mas nunca se esqueça do compromisso que assumiu.

Eu fiz isso por mim por isso estou começando esse blog. Resolvi me encarar de frente e assumir que se eu não mudar meu mundo vai parar e o mundo ai fora não vai me esperar.

Bora começar?

Eu ainda estou no comecinho dessa virada,pode acreditar.


Dicas

1) Se você tiver dificuldade de entender o que acontece contigo, sugiro que use toda a sua criatividade e se coloque sentada frente a frente com você. Imagine a nova você conversando com quem você é hoje. Se você consegue se imaginar tendo uma noite de amor maravilhosa com o Rodrigo Lombardi ou como Brad Pitt, consegue fazer isso também

2) As vezes é mais fácil dividir o que se sente e receber outras opiniões, mas essas devem ser para te levar para cima. Se quiser dividir comigo, é só me mandar por e-mail

8 comentários:

Frô disse...

Oi Re,

Eu já sou uma tagarela e sempre falo comigo mesma. Eu tenho sempre me virado bem, mas recentemente eu tenho achado a vida meio "morna". Penso em uma charge que vi outro dia, de uma mulher sentada no sofá vendo TV e desejando estar em uma festa, e a mesma mulher em uma festa entediada, desejando estar em casa vendo TV (vou procurar esta charge e postar qualquer hora). Eu tenho me sentido meio assim ultimamente, meio entediada.
Como eu sou 100% responsável pela minha vida, vou passar aqui mais vezes e ver se também dou um aquecida nesse meu astral morno (pra combinar com o tempo aqui em Xangai, 39 graus, amilga!).

Acredita que ganhei um vôo de skydive do pavilhão da Lativínia? Vou tirar fotos. Será que dou uma acordada depois disso?

Beijos,
Frô.

Paty disse...

Rê,

Eu comecei a dialogar comigo mesma há algum tempo, e acho que vc e todas as "amilgas" notaram a mudança, né?

Agora consigo ser eu mesma, descobri o que gosto, o que não gosto, e estou no processo de descobrir quem sou na essência, mas, felizmente, uma boa parte dessa essência eu já conheço. E quando isso acontece é maravilhoso! Percebo que o mesmo está acontecendo com vc e isso me deixa muito feliz!!!

Obrigada por criar esse espaço para que todos possam dialogar e aprender a dialogar-se, e assim começar o processo de plenitude, felicidade incondicional!

Beijo,
Paty

Pati Guedes disse...

Oi amiga!!!
To aqui dando uma passadinha no seu novo blog...
Pode ter certeza que seremos vencedoras nessa busca!
Te adoooooro.
Bjo, Pati Guedes

Anônimo disse...

Senhor, dê-me serenidade para aceitar as coisas que não posso mudar,
a coragem para mudar as coisas que não posso aceitar
e a sabedoria para esconder os corpos daquelas pessoas que eu tive que matar por estarem me enchendo o saco.

Também, me ajude a ser cuidadoso com os calos em que piso hoje, pois
eles podem estar conectados aos sacos que terei que puxar amanhã.

Ajude-me, sempre, a dar 100% no meu trabalho...
- 12% na segunda-feira,
- 23% na terça-feira,
- 40% na quarta-feira,
- 20% na quinta-feira,
- 5% na sexta-feira.

E... Ajude-me sempre a lembrar,
quando estiver tendo um dia realmente ruim e todos parecerem estar me enchendo o saco,
que são necessários 42 músculos para socar alguém e apenas 4 para estender meu dedo médio e mandá-lo para aquele lugar...

Que assim seja!!!

Viva todos os dias de sua vida como se fosse o último.
Um dia, você acerta.

⁠Luís Fernando Veríssimo

Anônimo disse...

aleceu ontem a pessoa que atrapalhava sua vida...

Um dia, quando os funcionários chegaram para trabalhar, encontraram na portaria um cartaz enorme, no qual estava escrito:

"Faleceu ontem a pessoa que atrapalhava sua vida na Empresa. Você está convidado para o velório na quadra de esportes".

No início, todos se entristeceram com a morte de alguém, mas depois de algum tempo, ficaram curiosos para saber quem estava atrapalhando sua vida e bloqueando seu crescimento na empresa. A agitação na quadra de esportes era tão grande, que foi preciso chamar os seguranças para organizar a fila do velório. Conforme as pessoas iam se aproximando do caixão, a excitação aumentava:

- Quem será que estava atrapalhando o meu progresso ?
- Ainda bem que esse infeliz morreu !

Um a um, os funcionários, agitados, se aproximavam do caixão, olhavam pelo visor do caixão a fim de reconhecer o defunto, engoliam em seco e saiam de cabeça abaixada, sem nada falar uns com os outros. Ficavam no mais absoluto silêncio, como se tivessem sido atingidos no fundo da alma e dirigiam-se para suas salas. Todos, muito curiosos mantinham-se na fila até chegar a sua vez de verificar quem estava no caixão e que tinha atrapalhado tanto a cada um deles.

A pergunta ecoava na mente de todos: "Quem está nesse caixão"?

No visor do caixão havia um espelho e cada um via a si mesmo... Só existe uma pessoa capaz de limitar seu crescimento: VOCÊ MESMO! Você é a única pessoa que pode fazer a revolução de sua vida. Você é a única pessoa que pode prejudicar a sua vida. Você é a única pessoa que pode ajudar a si mesmo. "SUA VIDA NÃO MUDA QUANDO SEU CHEFE MUDA, QUANDO SUA EMPRESA MUDA, QUANDO SEUS PAIS MUDAM, QUANDO SEU(SUA) NAMORADO(A) MUDA. SUA VIDA MUDA... QUANDO VOCÊ MUDA! VOCÊ É O ÚNICO RESPONSÁVEL POR ELA."

O mundo é como um espelho que devolve a cada pessoa o reflexo de seus próprios pensamentos e seus atos. A maneira como você encara a vida é que faz toda diferença. A vida muda, quando "você muda".

⁠Luís Fernando Veríssimo

Anônimo disse...

Quando me amei de verdade, compreendi que em qualquer circunstância, eu estava no lugar certo, na hora certa, no momento exato.
E então, pude relaxar.
Hoje sei que isso tem nome... Auto-estima.
Quando me amei de verdade, pude perceber que minha angústia, meu sofrimento emocional, não passa de um sinal de que estou indo contra minhas verdades.
Hoje sei que isso é...Autenticidade.
Quando me amei de verdade, parei de desejar que a minha vida fosse diferente e comecei a ver que tudo o que acontece contribui para o meu crescimento.
Hoje chamo isso de... Amadurecimento.
Quando me amei de verdade, comecei a perceber como é ofensivo tentar forçar alguma situação ou alguém apenas para realizar aquilo que desejo, mesmo sabendo que não é o momento ou a pessoa não está preparada, inclusive eu mesmo.
Hoje sei que o nome disso é... Respeito.
Quando me amei de verdade comecei a me livrar de tudo que não fosse saudável... Pessoas, tarefas, tudo e qualquer coisa que me pusesse para baixo. De início minha razão chamou essa atitude de egoísmo.
Hoje sei que se chama... Amor-próprio.
Quando me amei de verdade, deixei de temer o meu tempo livre e desisti de fazer grandes planos, abandonei os projetos megalômanos de futuro.
Hoje faço o que acho certo, o que gosto, quando quero e no meu próprio ritmo.
Hoje sei que isso é... Simplicidade.
Quando me amei de verdade, desisti de querer sempre ter razão e, com isso, errei muitas menos vezes.
Hoje descobri a... Humildade.
Quando me amei de verdade, desisti de ficar revivendo o passado e de preocupar com o futuro. Agora, me mantenho no presente, que é onde a vida acontece.
Hoje vivo um dia de cada vez. Isso é... Plenitude.
Quando me amei de verdade, percebi que minha mente pode me atormentar e me decepcionar. Mas quando a coloco a serviço do meu coração, ela se torna uma grande e valiosa aliada.
Tudo isso é... Saber viver!!!

⁠Charles Chaplin

Anônimo disse...

"Aprende hoje com o silêncio, que gritar não traz respeito, que ouvir ainda é melhor que muito falar, e em respeito a você, eu me calo, me silencio, para que você possa ouvir o seu interior que quer lhe falar..."

⁠Paulo Roberto Gaefke

vidarealdasam disse...

Incrível seu Blog ! Parabéns ! Já estou seguindo ! beijos