terça-feira, 7 de junho de 2011

NADANDO CONTRA A CORRENTE


Outro dia conversando com minha queridissima Cris (que eu chamo carinhosamente de magrela) uma ficha muito grande caiu e quero dividir com vocês.
Parece algo simples mas confesso que não enxergava dessa forma.
Não ando muito satisfeita com o rumo da minha vida profissional, aliás não ando nada satisfeita, estou em uma fase de questionamento sobre o que eu quero ser quando crescer, e isso tem afetado minha vida de uma forma que nunca aconteceu antes.
Que ando sumida do blog não é novidade e ando assim na vida, meio fugida de tudo, com uma preguiiiiça (fuga) e desânimo que vou te contar!
Isso pq estou esperando acontecer algo que não acontece, to criando mil expectativas e me frustrando.
Ando com dores no corpo, como se me exercitasse todos os dias e nesse papo com a Cris que eu entendi o que esta acontecendo: estou nadando contra a corrente (e não é para exercitar!)
Ela me contou que estava como eu, super insatisfeita com o trabalho e procurando alguma coisa como louca. Eqnto nada aparecia, ela se frustrava! Até que ela desistiu, resolveu voltar a se dedicar ao antigo emprego, aceitou a vida no seu ritmo e pronto: um emprego novinho e melhor apareceu!
Bastou essa simples história da vida real para eu entender o que esta acontecendo comigo: não estou aceitando os fatos, não estou deixando a vida fluir, não estou deixando o Universo cuidar do meu caminho.
Estou indo contra as ondas, remando contra a maré.
Conclusão: dores no corpo e sensação de estar morrendo na praia.

E você, está nadando contra a maré?

Dicas:
1) Sabe aquela história que o tempo de Deus (do Universo ou do quer que seja que você acredita) não é igual ao tempo dos homens? Reflita.
2) Quando esta difícil sair de uma situação, seja ela qual for, verifique o que você ainda tem que aprender ou ensinar. Os ciclos sempre se encerram mas só quando não há mais nada para oferecer.
3) Aceitar e fazer sempre o seu melhor é o caminho mais curto para conseguir sempre mais.

6 comentários:

Marcio disse...

è minha querida e amiga Re, as vezes a vida nos prega surpresas, ou como costumo dizer: qdo saimos da linha que precisamos seguir, a vida nos "puxa" de volta! mas chegamos lá! Força Sempre! bjooo

Samanta disse...

Olá queridíssima !!!!

Desculpe o sumiço, mas tive alguns problemas e agora uma gripe apocalíptica me pegou aff
Sabe eu ando bem nesta fase que você mencionou, e o pior é que me sinto mal por isso... aos 36 anos e eu aqui querendo saber o que vou ser quando crescer !! já cresci né ! Mas não realizei e o pior, não sei o que quero realizar...
Gostei da sua reflexão pois vejo que pode me ajudar, talvez eu esteja mesmo chafurdando nas dúvidas e não deixando a vida fluir como deve ser ...
Adorei querida ! me ajudou muito !!
Beijosss e alegrias pra nós !!!

Carla disse...

Olá Renata!
Descobri seu blog ha pouco tempo e gostei mto dos seus textos... eu estou no momento nadando contra a correnteza e tentando parar com isso pq até doente já fiquei, mto bacana o texto, me ajudou bastante.
Beijos

ReBittencourt disse...

Oi Ma, que legal te ver por aqui
Pois é, o bom da vida é que todos os sinais são para nos puxar sempre de volta " a linha"

ReBittencourt disse...

Sa, queridissima!
Olha, acho que a crise dos 30 e pouco acontece mesmo
Eu, vc e mais uma porrada de gente que eu conheço esta passando por isso.
Mas o conselho é que só quando a gente é criança é que pessoas de 30e pouco são velhas.
A gente ainda tem muita vida pra viver!

ReBittencourt disse...

Oi Carla
Seja bem-vinda, que bom que de certa forma estou te ajudando.
Eu estou muito ligada nos sintomas f[isicos do meu corpo pq eles est'ao me mostrando muita coisa, importante vc fazer isso tb!
Ouvir nossa alma e sentir nosso corpo e o melhor caminho para comecarmos a mudar e fazer algo por nos
Bjs e quero te ver muito por aqui