quarta-feira, 29 de setembro de 2010

VAI UMA FORCINHA AI?


Eu não vou ser mais uma a falar que a maioria dos nossos problemas, de nossas dificuldades em se relacionar com o mundo estão enraizadas em como fomos criados e tratados por nossos pais, avós, professores ou qualquer adulto que tenha sido responsável por nós quando crianças. Todos os psicólogos e terapeutas são unânimes em afirmar que trazemos em nossa vida adulta os reflexos daquilo que fomos e se isso não for bem tratado em algum momento o bicho vai pegar e com certeza vamos empacar.

Nesses estudos, nessas buscas que faço sobre mim ja consegui listar uma série de dificuldades que enfrento porque não aprendi, porque não recebi instrução ou apoio o suficiente quando era criança. Minha independência emocional, por exemplo, não vem do afastamento dos meus pais e sim da super proteção que sempre tive. Isso também complicou o medo de me jogar na vida pois nunca tive uma mão me empurrando e dizendo "vai". Outras travas também estão relacionadas a minha infância mas ainda vai rolar muito assunto, o de hoje é apoio e força!

O comportamento que mais me chama a atenção nas pessoas e que tem tudo a ver com apoio é o maledeto "Eu não sou bom o bastante". É óbvio que uma pessoa que não confia em si, que não se acha suficientemente boa para encarar a vida só pode ter sofrido de uma puta privação de apoio.
Pode perguntar para qualquer pessoa insegura com o que vai fazer da vida, que tem medo de se arriscar, que ja cursou diversas faculdades e não concluiu nenhuma, que esteja infeliz principalmente na profissão se elas tiveram orientação suficiente e força de seus adultos para seguir a vida e principalmente confiar nela.

Longe de mim julgar afinal acredito que a gente só passa adiante aquilo que aprendeu e tenho certeza que eles fizeram o que sabiam, mas que tudo começa la atrás eu não tenho dúvidas. Cabe a nós irmos atrás de informações, encarar o nosso mundo e ensinar as nossas (hoje) crianças que elas também devem enfrentar os seus.

Vou dar um exemplo de apoio e força incondicional dados por uma mãe.
Eu adoro Lady Gaga, curto não suas bizarrices mas sua coragem de ser autêntica e transgredir, seu jeito de confiar no próprio taco (mesmo a mídia dizendo que não é bem assim). Muitas pessoas não gostam, criticam, abominam mas tem que aceitar que a moça é um fenômeno mundial. Ela é essa pessoa que teve a força da mãe ao seu lado quando pensou em desistir e hoje ela é quem é.
A história eu li no Portal Vírgula e é mais ou menos assim:
Em um momento de desespero, quando a carreira não deslanchava e as drogas estavam levando-a para o fundo do poço, Stefanie Joanne, a pop Lady Gaga, tentou se jogar de uma ponte em Nova York mas foi impedida pela mãe que a encorajou a continuar, dizendo para a filha o quanto era corajosa e talentosa. O resultado ta ai pra quem quer (e quem não quer) ouvir!

E você, teve apoio suficiente para conquistar o seu mundo? Se não teve, conquistou mesmo assim?

Importante: como toda regra nasceu para ser transgredida (eeehhhh) muitas pessoas que nunca tiveram o menor apoio venceram na vida e continuam indo atrás do seus sonhos.

Dicas
1) Você pode ser a força na vida de alguém. Lembre-se sempre que o que mais existe por ai é gente precisando de uma palavra amiga e um empurrãozinho
2) Existe muitos trabalhos terapêuticos e psicológicos que podem ajudar a preencher essa lacuna

4 comentários:

luiz santos disse...

que lindo blog. achei muito legal.
luiz

vidarealdasam disse...

Olá amiga queridaaa !!!
Uepaaa, gostei que você sentiu saudades de mim !! kkk Abusada eu né ! hihihi

Mas quanto ao maravilhoso texto, falou e disse a mais pura verdade, tudo que passamos na infância pode afetar e muito nossa vida adulta !
Apesar de ter uma mãe guerreira e maravilhosa, cresci muito sequelada por causa das maluquices do meu pai, e isso me trouxe sérios problemas de auto estima, me envolvendo em situações horríveis, até que procurei um terapeuta e ele me ajudou muito com isso !
Mas sem o apoio de minha mamys, com certeza o estrago teria sido beeem maior !
Ainda me pego constantemente duvidando da minha capacidade, mas vou me policiando e aprendendo como dá e como posso !
Adorei querida !
Um enorme beijo e que seu dia seja cheio de luz !

Borboleta no Casulo disse...

Adoreiii o texto.
Meu problema é a super proteção que todos sempre me deram e me dão até hj.Por conta disso não sei resolver as coisas sozinhas, não gosto de ficar sozinha, e as vezes me sinto perdida e dependente de alguém!
Espero que um dia isso mude e acabe!!
bjss

Renata disse...

Adoro seu blog, sempre acompanho!!!
Bjao